IMPRESSO EM: 22/10/2017
LINK DA PÁGINA: http://tapejara.rs.gov.br/localizacao/geografia

O Município

Informações Geográficas


O Município de Tapejara está situado à nordeste do Estado do Rio Grande do Sul, na zona de relevo do Planalto Médio, pertencente a mesorregião nordeste do Estado e microrregião de Passo Fundo. Sua posição geográfica está determinada pelo paralelo 28° de latitude sul e o meridiano de 52° de longitude oeste.

A área atual do município, conforme o site do IBGE, é de 238,619 km² sendo 95,95% de área rural e 4,05% de área urbana e de expansão urbana, dentro do novo perímetro urbano. Limita-se ao norte com o município de Charrua, ao sul com os municípios de Água Santa e Caseiros, à leste com o município de Ibiaça e à oeste com os municípios de Sertão e Vila Lângaro.

É formado pela bacia Intracratônica do Paraná, durante o período terciário, era cenozóica. O seu relevo é modelado com rochas basálticas entre os períodos jurássico e cretáceo, da formação Serra-geral. Possui um relevo em patamares que corresponde a derrames basálticos sucessivos, e desta forma apresentando topografia suavemente ondulada. A hidrografia do Município é classificada compreendendo a grande Bacia do Rio Uruguai, sendo hidrografia com densidade concentrada, mas apresentando rios de pequena extensão. A configuração dos leitos dos rios do município, em sua grande maioria estreitos, favorece um rápido aumento do nível das águas por ocasião das chuvas.

Pertence à Bacia do Rio Apuê, que reúne todos os rios e arroios que cruzam o Município, mas antes a isso, a cidade está compreendida na Bacia do Arroio Boneto, pois este arroio recebe as águas dos demais arroios que passam pelo perímetro urbano do município.

Por estar localizado entre o território do Trópico de Capricórnio e Círculo Polar Antártico, o clima de Tapejara é temperado, sendo ainda mesotérmico e superúmido. A temperatura média anual fica em torno de 18ºC. O verão é instável, mas a temperatura varia entre 28ºC e 35ºC. O inverno é bastante frio com temperaturas mínimas variando entre 7ºC e 9°C, podendo ainda ser registrado temperaturas inferiores a 0ºC. Situado em latitudes médias, Tapejara sofre constantes invasões de frentes frias de origem polar implicando em bruscas mudanças de tempo. E com isso o Município apresenta a ocorrência de geadas, sendo em sua maior frequência no inverno. O índice pluviométrico anual é elevado, geralmente entre 1.800 a 2.000 mm.

Os solos argilosos, profundos, bem drenados, suscetíveis à erosão, ácidos, com elevados teores de alumínio e de baixa fertilidade natural, são os predominantes.

A fitogeografia original da região era caracterizada essencialmente pela floresta subtropical com araucária, típica do planalto Rio-grandense. As árvores nativas existentes no município são: Cambará, Angico, Pinheiro, Bracatinga, Cedro, Tambaúva, Tarumã, Ipê, entre outras.