IMPRESSO EM: 10/07/2020
LINK DA PÁGINA: http://tapejara.rs.gov.br/planodiretor/fase3

Fase 3 - Plano Diretor

A Prefeitura Municipal de Tapejara está realizando o processo de Revisão do Plano Diretor e Código de Obras, assim como a elaboração do Plano de Mobilidade Urbana.

TERCEIRA FASE - DIRETRIZES E PROPOSTAS PARA UMA CIDADE SUSTENTÁVEL

A Terceira Fase do trabalho dá continuidade à formulação estratégica estabelecida na fase anterior. A partir da síntese elaborada, que apontou os principais aspectos e objetivos para o Município, é construído coletivamente um conjunto de diretrizes e propostas que orientarão na definição de um modelo territorial de desenvolvimento municipal que vão, posteriormente, serem traduzidas na lei do Plano Diretor, Código de Obras e Plano de Mobilidade Urbana. 

As estratégias foram definidas a partir das principais características municipais identificadas na fase anterior de diagnóstico da realidade municipal. Ou seja, conhecido o município que temos, parte-se para o município que queremos. Formuladas as estratégias, são estabelecidos instrumentos, propostas e medidas que devem ser implementados para que o modelo de cidade idealizado seja consolidado no futuro.

O conjunto de estratégias e ações, que compõem esta terceira fase, devem ser pactuados pelos diversos setores da sociedade tapejarense (administração municipal, representantes de instituições e organizações sociais, comunidade em geral). Para isso, diversos encontros foram programados, como reuniões técnicas, oficinas comunitárias e audiência pública, que encerra o desenvolvimento desta fase do trabalho.

PLANMOB - DIRETRIZES E PROPOSTAS PARA UMA MOBILIDADE SUSTENTÁVEL

Esta fase da formulação do PlanMob inicia com a realização de um prognóstico das condições da mobilidade, conforme os resultados obtidos na fase anterior.

A etapa de prognóstico toma como base os dados obtidos por meio do diagnóstico e, usando diferentes metodologias (como modelagens de transporte), projeta, para o futuro, o comportamento dos sistemas de mobilidade, considerando-se a situação atual e as alternativas possíveis de gestão.

Desta forma, é construída coletivamente, através de debates entre técnicos e comunidade, uma visão do futuro da mobilidade, caso não sejam realizadas mudanças das condições atuais. Esse cenário tendencial da mobilidade possibilita a identificação de impactos positivos e negativos ao longo do tempo. Paralelamente à definição do cenário tendencial poderão ser construídos os cenários otimista e pessimista.

A partir da análise dos cenários concebidos, poderão ser apontados investimentos e ações visando minimizar seus impactos negativos, como também potencializar seus impactos positivos. Em seguida são avaliadas as alternativas de investimentos e ações apontadas conforme sua viabilidade técnica, socioeconômica, financeira e ambiental. Cada alternativa deve ser viável nos quatro quesitos para ser considerada. Após essa primeira avaliação, as alternativas viáveis são hierarquizadas conforme grau de relevância.

Os resultados obtidos no prognóstico embasam a definição de diretrizes e propostas que irão estruturar o Plano de Mobilidade Urbana. 

Abaixo está disponível para download o Produto 03 - Parte 01 e 02, porém estas são versões prévias. No momento em que as versões definitivas estiverem finalizadas serão disponibilizadas.


Anexos

Nome do Arquivo Ações
Tapejara - PD e Cód. Obras - Produto 03 - Parte 01 Visualizar
Tapejara - PlanMob. - Produto 03 - Parte 02 Visualizar